Alexandria e o Conhecimento Sagrado de José Manuel Anacleto

Ao longo deste livro, os mais diversos assuntos vão-se desdobrando sucessivamente. Nele se abordam as tradições Platónica, Pitagórica, Hermética, Gnóstica, Cristã e Judaica, que tiveram grandes desenvolvimentos em Alexandria. E , por semelhança, analogia ou contraste, são aflorados a Vedanta, a Samkhya, a Yoga, o Budismo, o Mazdeísmo, o Mitraísmo, o Islamismo e sua vertente Sufi...
Fazem-se referências aos grandes Filósofos que ensinaram ou estiveram em Alexandria: Amónio Saccas, Plotino, Porfírio, Jâmblico, Proclo, Fílon... e muitos outros, porventura menores. Ainda no domínio da Filosofia, e avançando no tempo, referem-se Sto. Agostinho e S. Tomás de Aquino; Boécio, o Pseudo Areopagita e Escoto Erígena; Al-Farabi e Avicena; Eckart e Tauler; Giordano Bruno, Descartes, Spinoza e Leibniz; Kant, Schelling e Hegel...; recuando no tempo, mencionam-se Pitágoras, Platão, Aristóteles e os Estóicos; Anaximandro, Parménides e outros Pré-Socráticos...
Disserta-se sobre alguns dos Cristãos muito influentes que viveram em Alexandria: Clemente, Orígenes, Atanásio e Cirilo; e, sempre a propósito, mencionam-se Ário e Nestório, S. Paulo, S. Jerónimo, os Padres da Capadócia, os Concílios onde se foi definindo - ou confundindo - a Teologia Cristã. Considera-se a verdadeira vida de Jesus, que terá vivido nos séculos II e I a.C., e também a de Apolónio de Tiana, por vezes chamado "o Cristo Grego" (embora pouco estimado pela maioria dos Cristãos). Pondera-se de "quem" e "onde" surgiram os Evangelhos Canónicos (talvez nenhum deles fosse estranho a Alexandria...), sem esquecer vários que foram considerados apócrifos. Alude-se às questões da Trindade e da Virgem-Mãe, bem como a outros protótipos das religiões antigas dos quais foi decalcada a Legenda Cristã.
Em Alexandria, viveram e ensinaram grandes instrutores Gnósticos: Basílides, Valentim e o próprio Simão, o Mago, a que acrescem outros menos conhecidos: Carpócrates, Cerinto, Apeles… Não poderia faltar alguma referência aos Terapeutas e aos Essénios, aos Nazarenos e aos Ebionitas, aos Ofitas e aos Sethianos, aos Maniqueus, aos Priscilianos, aos Cátaros, aos Bogomilos … bem como a outro dos maiores Gnósticos - Marcião - e às mulheres que se distinguiram nas fileiras do Gnosticismo.
E a propósito de mulheres, neste trabalho ressaltam as figuras da nobre Hipátia, a filósofa e cientista mártir de Alexandria, e de Helena Blavatsky, a instrutora da puríssima Teosofia, a cuja luz se interpretaram e relacionaram as ideias veiculadas pelos grandes pensadores Alexandrinos.
O Hermetismo teve foco de grande irradiação em Alexandria. A apresentação e comentário das Leis Herméticas integra, pois, este livro. E, aproveitando a referência a duas delas, a Lei do Holismo (ou Mentalismo) e a Lei da Vibração, conceitos da Ciência moderna afloram com naturalidade, invocando-se as concepções de Newton e Einstein, Schrödinger e Niels Bohr, W. Pauli, Millikan, Eddington , Oppenheimer, David Bohm, Hawking, Brian Josephson e Robert Boyle, como a propósito das influências da Tradição Platónico-Pitagórica, se referem Copérnico, Kepler ou Galileu. E não há só figuras da Ciência Moderna a surgir neste livro. Com mais desenvolvimento se consideram os cientistas que viveram em Alexandria: homens como Aristarco, Arquimedes, Euclides, Diofanto, Ptolomeu, Hiparco, Erastótenes, Herón, Herófilo, Erasístrato, Cónon de Samos e Galeno, entre outros.
Da mesma forma, se trata de ilustres Alexandrinos da Cultura: Apeles, o pintor, Dídimo, o músico, Dinócrates, Calímaco, Dionísio da Trácia, Longino, Maneto, Teócrito, etc . Por relações várias, igualmente surgem os nomes de expoentes do pensamento e da criatividade humana: Bach, Wagner, Boticelli, Dürer , Leonardo da Vinci , Miguel Ângelo, William Blake , Homero, Virgílio, Dante, Petrarca, Shelley, Coleridge, Schiller, Goethe, H ö lderlin , Camões, Fernando Pessoa...
Também a Alquimia, a Cabala e outros ramos do Ocultismo se desenvolveram nesta metrópole; e, assim, destacam-se figuras como Zózimo e Sinésio, Olimpiodoro e Cleópatra. Mais tarde, em diferentes lugares, surgiram outros nomes referidos neste livro: Marsílio Ficino, Picco della Mirandolla, Jacob Boehme, Henry Moore... A Astrologia é também mencionada mas derivando-se para abordagens habitualmente ignoradas. E, enfim, a propósito de muitos assuntos, noções fundamentais da Cosmogénese, da Antropogénese e da Psicologia Esotéricas são apresentadas e explicitadas.

Alexandria e o Conhecimento Sagrado de José Manuel Anacleto

30,00 €Preço
  • Autor: José Manuel Anacleto 
    ISBN: 9789729463686

    Edição ou reimpressão: 04-2009

    Editor: Centro Lusitano de Unificação Cultural

    Idioma: Português

    Dimensões: 171 x 238 x 34 mm

    Páginas: 772

    Tipo de Produto: Livro

Aceitamos

Show More

Horário de apoio a cliente

2ª a 6ª feira das 10h00 às 20h00

sábado das 11h00 às 19h00

  • Instagram Espiral
  • YouTube espiral canal
  • Espiral Twitter
  • Espiral Facebook
  • Site espiral.pt