"Pode a maçonaria ainda ser, ou voltar a ser, iniciática no sentido de uma busca do ser?

A Maçonaria permanece uma formidável ferramenta potencial de trabalho pelo quadro que ela garante. Um inquérito lançado junto de maçons de diversas Obediências, deu resultados interessantes. As respostas mostraram que uma maioria de irmãs e de irmãos esperavam da sua Obediência um projecto e uma estrutura iniciáticas e que era até uma prioridade, mesmo se, para mais da metade deles, o projecto humanista e social continuava a ser adjacente. 
As respostas indicavam igualmente que as irmãs e os irmãos estavam na expectativa de uma prática, ao mesmo tempo pessoal e de loja; que um número crescente se virava para pequenas Obediências mais fechadas, para o Budismo, para a Ortodoxia, para as Artes marciais, etc., na tentativa de encontrar esse eixo pragmático, susceptível de os conduzir para lá das Colunas, sem, todavia, renegarem, na maioria, o seu compromisso maçónico inicial. O estaleiro está por isso aberto para uma construção ou reconstrução de um processo iniciático maçónico, e este livro lança o desafio.

«'Mais um livro sobre Maçonaria!', pensarão alguns leitores, mas este, no entanto, cria uma ruptura profunda. Faz o levantamento dos problemas da iniciação maçónica e define até a sua praxis. Vem pôr tudo em causa e suscitar certamente o debate. Para Rémi Boyer, a via maçónica não é apenas uma aprendizagem da Liberdade, no sentido profundo do termo; é também uma via para o Despertar e, até, nos seus aspectos mais internos, uma teurgia. Sempre poeta, Rémi cita o Conde de Lautréamont: 'O sono é uma recompensa para alguns, um suplício para outros; para todos, uma sanção'. É deveras disto que se trata, de sair do mundo do sono e do sonho, dessa 'sanção', e, sem qualquer dúvida, fazer sair o outro se a sua busca for semelhante. Como escrevia um filósofo existencialista contemporâneo: 'Como posso eu ser livre, se os outros não o são?'»
Jean Pierre Giudicelli de Cressac de la Bachelerie in Introdução

«A Maçonaria possui múltiplas dimensões, espirituais, filosóficas, sociais, políticas (mas não politiqueiras), permite a fraternidade, a entreajuda, a convivialidade, mas ela só se afirma verdadeiramente como Ordem iniciática através do esforço e compromisso individuais de cada maçom em constituir, criar, um espaço e um tempo sagrados, não apenas no templo mas também na sua própria interioridade. Somente então, a iniciação potencial é actualizada.»
José Manuel Anes in Prefácio

«Contra o isolamento natural ao qual a Franco-maçonaria tradicional parece não saber fugir, Rémi Boyer lançou este manifesto, na forma de manual. Este manual de psicologia iniciática informa e perturba, quando mostra lucidamente o buraco que alguns, no reino dos cegos, confundem com o caminho certo.»
Serge Caillet in Prefácio

A Tradição Maçónica e o Despertar da Consciência de Rémi Boyer

REF: 9789896771485
15,90 €Preço
  • Autor: Rémi Boyer 

    ISBN: 9789896771485

    Edição ou reimpressão: 07-2017

    Editor: Zéfiro

    Idioma: Português

    Dimensões: 158 x 231 x 10 mm

    Encadernação: Capa mole

    Páginas: 168

    Tipo de Produto: Livro

Aceitamos

Show More

Horário de apoio a cliente

2ª a 6ª feira das 10h00 às 20h00

sábado das 11h00 às 19h00

  • Instagram Espiral
  • YouTube espiral canal
  • Espiral Twitter
  • Espiral Facebook
  • Site espiral.pt